seashore1.jpgseashore2.jpg

E está escrito....


E está escrito...

E assim está escrito na primeira carta de São Paulo a Timóteo 2,1 “Peçam, rezem, supliquem e agradeçam por todos os homens”.

Agora, você tem pedido, rezado e agradecido por todos? Ou apenas por você? Qual o seu nível de cristandade? Quão católico você realmente é?

Infelizmente não apenas os católicos, mas também os nossos irmãos protestantes, muitas vezes não seguem essas instruções da primeira carta a Timóteo, pois, deixamos o egoísmo falar mais alto em diversas ocasiões e só pedimos ou rezamos por alguém, se alguém nos pedir (e olhe lá, as vezes nos pedem para rezarmos por alguém e nós simplesmente esquecemos).

Somos falhos, isto é fato, e é isto que nos torna humanos, porém falhar continuamente é uma opção nossa! É claro que todo mundo tem o livre arbítrio, nós somos o que escolhemos ser, porém em inúmeros momentos, nós escolhemos a parte “podre”, escolhemos não agir como Igreja, escolhemos não agir como filhos de Deus e nos afastamos do que o Pai nos recomenda, vamos ficando mais distantes de Deus, através de nossos pensamentos e atitudes.

Mas, você caríssimo irmão, é responsável por fazer a diferença! A mudança tem que partir de você! Se você ainda não tem o costume de rezar por familiares, amigos, colegas de trabalho, conhecidos e por desconhecidos, se você em suas orações esquece do resto da humanidade e lembra apenas de si mesmo; esta é a hora de começar a mudar! É a hora de começar a lembrar do próximo, lembre-se, você é um intercessor, você pode ser um anjo na vida de muitas pessoas, basta largar o egoísmo, basta começar a enxergar o mundo com olhos de cristão. Seja luz para aqueles que ainda precisam encontrar Jesus! Seja Luz! Seja um soldado do exército de Deus, esteja pronto para as batalhas, batalhas estas que já não são batalhas físicas (como na época dos templários), mas sim batalhas espirituais, batalhas na fé, na oração! Reze não apenas por você, mas por todos os nossos irmãos, pelos os que já encontraram a verdadeira felicidade, mas também por aqueles que ainda a buscam, e buscam muitas vezes essa felicidade na bebida, drogas e prostituições. Reze pela sua conversão contínua e a conversão do próximo. Seja luz!

Josemar Nascimento,

17/11/2010

 

2 Passos

2 Passos

Caríssimos irmãos, existem dois passos que são de extrema importância para a nossa vida, onde cada passo é mais difícil do que o outro, mas é necessário que sejam dados, se quisermos de fato viver na alegria plena.

 

1ºPasso: Aceitar Jesus como seu Salvador

Sim, crer em Jesus Cristo é uma coisa, aceitá-lo como o seu Salvador é outra, muitas vezes bem diferente. Aceitar Jesus não é questão de trocar de religião, mudar a sua crença! Não é nada disso! Aceitar Jesus é antes de tudo, ter fé e crer plenamente que Deus é pai de amor e misericórdia, que Ele enviou o seu único Filho a terra e o deu em sacrifício perfeito para a remissão dos nossos pecados. É assumir que o seu lugar no céu já está reservado pelo próprio Cristo Jesus, Ele que nos disse “Na casa de meu Pai há muitas moradas. Não fora assim, e eu vos teria dito; pois vou preparar-vos um lugar. “(São João 14,2). Aceitar Jesus como seu Salvador é confiar nos projetos que Deus preparou para você! É aceitar as vontades dEle.

2ºPasso: Carregar sua própria cruz

“Em seguida, Jesus disse a seus discípulos: Se alguém quiser vir comigo, renuncie-se a si mesmo, tome sua cruz e siga-me.” (São Mateus 16,24)
E meus irmãos, uma vez assumindo que Cristo é teu salvador, é necessário você ser obediente aos conselhos de Jesus! E portanto, se você quer ir com Ele, se você quer ir ao encontro dEle na casa do Pai, é necessário tomar a sua cruz! Mas que cruz é esta? É uma cruz de madeira? Não!

É a cruz onde está o teu pecado, a cruz onde estão as dificuldades, a cruz onde está a sua desobediência, a cruz onde está o teu mau humor, onde está o teu ódio, onde está a rua raiva, onde está o teu desamor pelo próximo! É necessário você pegar tudo isto que não agrada a Deus e carregar! E o carregar aqui é fazendo referência a assumir suas falhas! Assumir que você é limitado, tem defeitos, você é humano e todo ser humano erra, pois apesar de ser povo santo, você também é povo pecador. Mas é Cristo que nos chama a segui-lo, saibamos então ser obedientes ao chamado do Pai, para que possamos de fato viver na alegria de estar cheio do Espírito Santo de Deus.

 

Josemar do Nascimento

05/03/2012

 

Batalhas

Mais importante do que ganhar, é saber reconhecer o quanto foi importante participar.
Quem perde uma batalha tem que saber reconhecer a Honra de ter lutado até o final.
Nascemos para vencer, mas em nossa trajetória muito provavelmente encontraremos alguns momentos de derrotas. Derrotas estas que não devem jamais serem vistas como o fim do mundo, mas sim como um degrau a mais a ser alcançado.

Alguns momentos na vida infelizmente não ocorrem exatamente como planejamos... Mas e daí? A vida é um livro imenso no qual todo dia escrevemos novas páginas e assim como em um conto de fadas existem os vilões, em nossa vida também existem vilões e obstáculos gigantes, cabe a nós apenas buscar a força e determinação necessária para superar todos os problemas que a vida nos impõe.
A maior vitória jamais será vencer uma guerra sem dificuldade, será pelo contrário, vencer guerras após perder algumas batalhas, pois isto mostra a superação e a persistência.
Neste final de ano, pare para pensar um pouco em cada batalha travada ao longo de 2012 e quais batalhas infelizmente você não conseguiu vencer este ano.
Trace metas, almeje sempre alcançar os resultados positivos e prepare-se para as batalhas pendentes e as novas batalhas que te esperam no ano que há de vir.
A você, um ótimo sábado, que o Amor de Deus esteja transbordando em teu coração.
Paz e Bem.

Josemar do Nascimento

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Criado em 15/12/12

Na hora de romper o namoro

 

(Decidir por romper um relacionamento é difícil para ambos)

 

Sabemos que um relacionamento exige esforço, especialmente quando nos deparamos com as diferenças que a outra pessoa traz. Muitas vezes, depois de um período de namoro, podemos chegar à conclusão que o sentimento, os esforços e o desejo de construir uma história em comum não encontraram reciprocidade na convivência com a outra pessoa. Em outros casos, diante dos acontecimentos entre o casal, percebe-se que o relacionamento perdeu o sentido ou a opção de assumir o namoro foi precipitada.

No relacionamento estável, é importante que o casal se sinta seguro. Todavia, haverá situações nas quais aqueles que eram apaixonados terão de enfrentar o momento de dizer ao outro do seu desinteresse em continuar o namoro.

Joomla templates by a4joomla